Os Analistas

Esplanada dos Ministérios

Destaque

Cargos Federais: muito barulho e poucas definições

A especulação em torno dos nomes para cargos federais no Maranhão está grande. A principal narrativa é que o grupo de Dino estaria avançando freneticamente para abocanhar todos os espaços disponíveis e que as indicações passam pelo aceite do ministro da Justiça.

Mas vamos a alguns fatos para ajudar você leitor a tirar suas próprias conclusões.

É evidente que os aliados mais próximos a Flávio Dino querem ocupar os principais cargos federais disponíveis no aqui no Estado, porém, eles sabem até onde podem ir sem causar embaraços para a governabilidade do presidente Lula e seus acordos.

O governo do PT está preocupado com os votos no congresso, por isso bolsonaristas como Juscelino Filho já estão atuando. O MDB, que para evitar maiores crises com Hildo Rocha deu prioridade para o deputado que perdeu a eleição ficando atrás de Roseana por pouquíssimos votos. O MDB também já teria o IPHAN desde a gestão passada, uma vez que o técnico e competente Mauricio Itapary já está no cargo e goza de boa relação com a família Sarney há muito tempo através de seu pai.

A bola da vez parece ser o PP que escalou Fufuquinha para negociar um bom acordo. Outro nome fora do espectro comunista é Pedro Lucas que tem peso e partido para reivindicar espaços importantes.

Não podemos deixar de lado dessa lista, o senador Weverton Rocha, que além de ter um ministério forte como Trabalho e Previdência no seu partido, tem alianças no grupo fortíssimo liderado por David Alcolumbre que indicou Waldez Góes para o fortíssimo ministério da Integração e Desenvolvimento Regional, que comanda órgãos como a CODEVASF, SUDAM e SUDENE por exemplo.

Não podemos deixar de fora dessa lista a senadora Eliziane Gama, que além de estar muito próxima da primeira dama Janja, é aliada  do senador petista Jean Paul Prates que comandará a poderosa Petrobras e provavelmente será contemplada.

Quanto ao grupo de deputados federais mais próximo de Flávio Dino, é natural que estejam tentando ocupar mais espaços, mas a tarefa não é tão simples quanto as supostas listas espalhadas por aí.

O desfecho para a disputa por esses cargos ainda não tem data definida para acontecer e na espera também está o governador Carlos Brandão que precisa acomodar o restante dos seus aliados.

1 Comment

1 Comentário

  1. Dayse Waldorf

    26/01/2023 at 01:18

    Cada um com sua (futura) parte, com sua boquinha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os Analistas no Twitter

Você pode gostar

Destaque

O Sindicato dos Bancários realizou nesta quinta-feira (11) um ato público para denunciar o fechamento da agência do Banco Santander, da Praça João Lisboa,...

Destaque

Não causam mais nenhuma estranheza as posições assumidas pelos parlamentares da dita direita maranhense, sejam eles estaduais ou federais. O último capítulo da insensatez...

Geral

Na passagem de janeiro para fevereiro, as vendas no comércio varejista no país aumentaram 1,0% e atingiram o maior patamar da série histórica iniciada...

Geral

O volume de serviços prestados no país recuou 0,9% na passagem de janeiro para fevereiro de 2024. O resultado chega após três meses de...