Os Analistas

Categoria exposta a omissão do poder público

Destaque

Caso Francisco Alves, a resposta precipitada da sociedade

O assassinato do Motorista Francisco Alves da Silva, na última segunda feira é um retrato fiel de como a sociedade se pauta e movimenta hoje em dia num mundo cada vez mais refém da velocidade da internet.

É óbvio que um crime como esse provocaria uma reação em cadeia, um ato covarde dos suspeitos contra um profissional de uma categoria que vem sofrendo e tentando se adaptar às mudanças sociais que atingem a classe. Estava claro que haveria uma paralisação, e justa por sinal, mas desta vez as razões eram as falhas do poder público, tanto municipal como estadual. As câmeras de segurança dos ônibus sequer funcionam e o policiamento ostensivo não é capaz de atender a demanda, ainda mais depois de um fim de semana de escala cheia para oferecer segurança para a política de pão e circo de ambos os poderes.

Aí, meu amigo, a resposta tem que ser rápida, por que a pressão vem de todos os lados, principalmente da população que depende do transporte público para sobreviver. Os cidadãos não aguentam mais colocar a vida em risco ficando a mercê da criminalidade e da omissão de quem tem poder para resolver o problema.

Agora, analisando o fato sem o calor da comoção, a polícia militar deu sim uma resposta rápida, ela prendeu os três suspeitos de envolvimento direto no crime, fez o procedimento correto de apresentar à polícia civil, que consequentemente, encaminhou para a justiça. A justiça por sua vez, através da juíza Maria Conceição Rego também fez o correto ao analisar o caso ao rigor da lei e soltar um dos suspeitos.

E foi justamente no ato da Juíza que a sociedade influenciada pela opinião pública fez o julgamento precipitado  ao acusar a magistrada, onde dezenas de manchetes e opiniões carregadas de indignação a culpavam de colocar em liberdade um dos acusados do crime.

Mais uma vez fica claro que a opinião pública quer ter o poder de fazer justiça sem sequer conhecer os autos do processo. O pior é que já estamos num estágio que erros como esse não servem nem como reflexão, afinal não demora muito vem outro caso hediondo que vai “chocar” as redes sociais e assim sucessivamente.

1 Comment

1 Comentário

  1. Sistema Primavera

    07/03/2024 at 07:17

    Olá…!
    Visitei o seu site, muito bom, voltarei em breve….
    Dê uma no meu site, espero que goste…
    Uma variedade de produtos à sua escolha…
    Faça uma visita sem compromisso…

    Obrigado..!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os Analistas no Twitter

Você pode gostar

Destaque

Não causam mais nenhuma estranheza as posições assumidas pelos parlamentares da dita direita maranhense, sejam eles estaduais ou federais. O último capítulo da insensatez...

Destaque

O Sindicato dos Bancários realizou nesta quinta-feira (11) um ato público para denunciar o fechamento da agência do Banco Santander, da Praça João Lisboa,...

Geral

O volume de serviços prestados no país recuou 0,9% na passagem de janeiro para fevereiro de 2024. O resultado chega após três meses de...

Geral

Na passagem de janeiro para fevereiro, as vendas no comércio varejista no país aumentaram 1,0% e atingiram o maior patamar da série histórica iniciada...