Os Analistas

Cleber Verde e Baleia Rossi

Destaque

Cleber Verde no MDB. O novo jogador do time

O ídolo do esporte brasileiro Romário disse uma vez “o cara entrou agora no ônibus e já quer sentar na janela?” a polêmica envolvia o técnico do Fluminense na temporada de 2004.

Pegando emprestada a analogia do herói do tetra e trazendo a discussão para crise que envolve os caminhos do MDB nas próximas eleições municipais em São Luís, não está difícil de perceber que Cleber Verde vem pisando feio na bola.

O Deputado Federal teve uma reeleição dificílima e ainda ficou a beira de perder o mandato por uma ação de Hildo Rocha do MDB maranhense que contestava o critério das sobras eleitorais e diante da expectativa frustrada de eleger pelo menos dois deputados federais acabou perdendo a camisa 10 dos Republicanos para Aluízio Mendes.

Em meio a pressão se viu encurralado e foi procurar o colega Baleia Rossi querendo entrar por cima no partido precisando estancar os ataques que ameaçavam seu mandato, além de outros objetivos claros, a permanência do seu apadrinhado Romário no comando da SEMDEL e garantir a eleição de um dos seus para vereador com apoio do prefeito Braide. Esses movimentos lembram uma célebre frase de Garrincha na copa de 58 depois de ouvir a preleção técnico, “tudo isso já foi combinado com os russos”? O curioso é que mesmo sem combinar com os adversários Garrincha arrebentou na partida, mas estamos falando do mito botafoguense e não do deputado Cleber Verde que nunca demonstrou saber jogar futebol.

A situação de Cleber na agremiação tende a ficar mais complicada, o deputado que só conseguiu vaga no MDB através da famosa “peixada” do Baleia Rossi, mas não teve humildade com o elenco e sequer percebeu que seu passe já estava desvalorizado com o resultado das eleições do ano passado. Além disso, não vem mostrando habilidade desde a sua chegada, como no último ato de indisciplina onde cobrou uma promessa do presidente no grupo dos membros do partido.

Para piorar a má fase, o MDB estadual já deixou claro que a sobrinha do presidente da agremiação, a odontóloga Mariana Brandão é a prioridade do partido para compor como vice na chapa que o MDB vai apoiar nas eleições em São Luís.

Por enquanto o Cleber 15 está no comando da comissão provisória da executiva municipal, uma espécie de divisão de base com contrato validado até abril e mesmo com três indicações da sua confiança, o nome já diz, a comissão é provisória e não tem autonomia para decidir os rumos do partido sem o aval da executiva estadual.

Apesar de todas as evidências, o deputado continua insistindo no mesmo esquema de jogo acreditando que tem o poder de decisão para levar o MDB para o prefeito e agora numa composição inimaginável com a Sobrinha de Carlos Brandão sendo vice de Braide, algo que surreal depois dessa guerra declarada entre os dois.

Já dizia Nelson Rodrigues, “A vida dos homens e dos times depende, às vezes, de episódios quase imperceptíveis.”

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os Analistas no Twitter

Você pode gostar

Destaque

Não causam mais nenhuma estranheza as posições assumidas pelos parlamentares da dita direita maranhense, sejam eles estaduais ou federais. O último capítulo da insensatez...

Destaque

O Sindicato dos Bancários realizou nesta quinta-feira (11) um ato público para denunciar o fechamento da agência do Banco Santander, da Praça João Lisboa,...

Geral

O volume de serviços prestados no país recuou 0,9% na passagem de janeiro para fevereiro de 2024. O resultado chega após três meses de...

Geral

Na passagem de janeiro para fevereiro, as vendas no comércio varejista no país aumentaram 1,0% e atingiram o maior patamar da série histórica iniciada...