Os Analistas

Palacete da Rua Formosa, um dos mais importantes do Centro de São Luís, um dos poucos remanescentes da arquitetura luso-brasileira que ainda existem em São Luís

Geral

Palacete da Rua Formosa será revitalizado pela Prefeitura de São Luís

Foi assinado, na tarde de hoje (16), no Palácio La Ravardiére, sede da Prefeitura de São Luís, a ordem de serviço para inicializar as obras de revitalização do Palace te dá Rua Formosa, no Centro Histórico de São Luís. Conhecido como Palacete da Rua Formosa, o imóvel de cinco pavimentos é um dos mais importantes do Centro de São Luís, por ser um legítimo exemplar e um dos poucos remanescentes da arquitetura luso-brasileira que ainda existem integralmente na cidade.

A restauração será realizada pela Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (FUMPH), em parceria com o Instituto Pedra, e financiado com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura com patrocínio do BNDES e Instituto Cultural Vale.

Os recursos para a execução dessa obra, das ações sócio-ambientais e da implantação dos novos usos no Palacete da Rua Formosa 46 advém do Edital “Resgatando a História”. Lançado em 2021, o Edital é uma iniciativa inovadora para o apoio financeiro à recuperação do patrimônio cultural, com o objetivo de restaurar e revitalizar patrimônio material, imaterial e de acervos memoriais de todo o país, alavancando o poder de impacto e de transformação na sociedade.

No âmbito dessa parceria, o BNDES comprometeu-se a aportar o montante de R$ 9.478.073,08 (Nove milhões, quatrocentos e setenta e oito mil e setenta e três reais e oito centavos) e o Instituto Cultural Vale o valor de R$ 5.658.618,00 (cinco milhões, seiscentos e cinquenta e oito mil, seiscentos e dezoito reais), totalizando R$ 15.136.691,08 (quinze milhões, cento e trinta e seis mil, seiscentos e noventa e um reais e oito centavos), sendo R$ 9.828.697,18 correspondentes às obras de intervenção e R$ 5.307.993,90 às ações sócio-ambientais, educativas, equipamentos e mobiliário. Complementarmente, o Município de São Luís comprometeu-se a aportar R$ 2 mi (dois milhões de reais) em prestação de serviços para viabilizar a implantação do projeto.

Além das obras de recuperação estrutural, estão previstas ações de educação patrimonial e de integração das comunidades do entorno, visando contribuir para o aumento do potencial de geração de renda e de identidade cultural. A restauração permitirá que o palacete, localizado na Rua Afonso Pena, antiga Rua Formosa, seja transformado em um polo para a população e turistas, atendendo mais de 8,4 mil visitantes anualmente.

No local, serão disponibilizadas informações e organizadas visitas guiadas, exposição permanente sobre a edificação e sua história, bem como sobre pontos turísticos da Ilha de São Luís, com auditório, mirante e espaço performático.

A iniciativa também prever medidas de acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida, como a instalação de rampas de acesso, elevador e banheiros adaptados, além de conteúdo expográfico em Braille, desenvolvimento de áudio guia e legendagem dos conteúdos audiovisuais.

As obras preveem a restauração de todo o imóvel, com a recuperação do sistema estrutural em gaiolas pombalinas, pisos, forros, portas e janelas, escadas e demais elementos singulares que o constituem. O uso proposto para o imóvel é abrigar um Centro de Referência do Conjunto Arquitetônico e Urbanístico de São Luís, visto que o edifício é, por si só, um exemplo da arquitetura que foi corrente em São Luís nos séculos XVIII e XIX. Com isso, teremos um novo polo cultural e turístico no Centro de São Luís e, assim, um novo atrativo para a visitação pública. Por isso, além desse espaço de visitação e aprendizado, o imóvel servirá também como sede da Secretaria Municipal de Turismo, cumprindo a finalidade da lei que autorização a sua compra pelo Município em 1992.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os Analistas no Twitter

Você pode gostar

Destaque

O Sindicato dos Bancários realizou nesta quinta-feira (11) um ato público para denunciar o fechamento da agência do Banco Santander, da Praça João Lisboa,...

Destaque

Não causam mais nenhuma estranheza as posições assumidas pelos parlamentares da dita direita maranhense, sejam eles estaduais ou federais. O último capítulo da insensatez...

Geral

Na passagem de janeiro para fevereiro, as vendas no comércio varejista no país aumentaram 1,0% e atingiram o maior patamar da série histórica iniciada...

Geral

O volume de serviços prestados no país recuou 0,9% na passagem de janeiro para fevereiro de 2024. O resultado chega após três meses de...